Projeto reúne relatos de africanos escravizados

vassashadd

No Brasil, nos Estados Unidos e em vários países da Europa, nota-se um crescente interesse pela História da África e, principalmente, pela trajetória dos afrodescendentes. Quem eram essas pessoas que foram trazidas à força para trabalhar como escravos? Infelizmente, ainda sabemos pouco sobre suas vidas e anseios. Por isso, são tão importantes trabalhos como o do projeto Shadd, batizado em homenagem à abolicionista Mary Ann Shadd. A iniciativa é uma coleção de histórias de indivíduos arrancados do Oeste da África e transportados para Europa e Américas para serem escravizados entre os séculos XVI e XIX. Parte significativa delas é narrada em primeira pessoa. As fontes incluem autobiografias, registros judiciais e outros documentos, explica o editor Paul Lovejoy, professor da Universidade de York, no Canadá.

Atualmente, com cerca de cem depoimentos disponíveis, o site passará a contar com mais 400 relatos, a partir de fevereiro. Confira a reportagem completa de “O Globo” em: http://oglobo.globo.com/cultura/livros/projeto-reune-testemunhos-de-africanos-escravizados-18435583#ixzz3x372QSBC

shadd

 

 

Imagens: Divulgação/Shadd.

56

IMS: criança negra no Brasil, século XIX.

2 Comentários

  1. cecilia goncalves 16 de fevereiro de 2018
  2. Isabel 12 de janeiro de 2016

Deixe uma resposta