Como combater a desinformação nas redes digitais?

As redes digitais estão no centro do fenômeno da desinformação. A produção e distribuição de conteúdos sem credibilidade podem comprometer o debate político, especialmente em ambiente de eleições gerais. O debate promovido pelo Cedem/Unesp foi realizado visando colaborar para prevenir a contaminação do debate pré-eleitoral, fornecer subsídios para boas práticas de distribuição de conteúdo e contribuir para combater a desordem na informação.
Essa atividade foi exposto pelo professor Francisco Rolfsen Belda, da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Unesp, Campus de Bauru; e pela jornalista Angela Pimenta. Os dois são responsáveis pelo “Manual de Credibilidade Jornalística”, lançado em parceria pelo Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo (Projor) e pela Unesp; o mediador foi o jornalista Fábio Mazzitelli de Almeida, assessor-chefe da Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unesp.
Segundo o Manual, “a desinformação envolve uma rede complexa de motivações para criar, disseminar e consumir mensagens “poluídas”; abarca uma profusão de tipos de conteúdo e técnicas para amplificá-lo; mobiliza inúmeras plataformas hospedando e reproduzindo tal conteúdo e velocidades vertiginosas de comunicação entre colegas confiáveis”. 


TEASERhttps://youtu.be/BpmX8GHeYcQ

* ASSISTA AO VÍDEO DO DEBATE COMPLETOhttps://youtu.be/RkbPzCk275g

FONTE: CEDEM/UNESP
livros - imagem genérica

A Fundação Casa de Rui Barbosa está distribuindo gratuitamente mais de 6 mil livros.

Publicações Relacionadas

Tags:

Add Comment