Único escravo no Brasil a publicar autobiografia ganha site de memórias

Mahommah Gardo Baquaqua nasceu no século XIX onde hoje fica o Benin, na África, e em 1845 chegou ao Brasil dentro de um navio negreiro. Passou os dois anos seguintes trabalhando forçadamente em diversos estados brasileiros, e chegou a tentar o suicídio. Acabou conseguindo escapar e, nos Estados Unidos, publicou um relato autobiográfico sobre sua condição de escravo chamado “An Interesting Narrative. Biography of Mahommah G. Baquaqua” (“Uma narrativa interessante. Biografia de Mahommah G. Baquaqua”, na tradução do inglês).

Nesta segunda-feira (30), historiadores brasileiros e canadenses lançam o site do Projeto Baquaqua, que tenta recuperar as memórias do único africano escravizado no Brasil que publicou uma autobiografia. O livro, lançado pela primeira vez em 1854, receberá a primeira versão traduzida para a língua portuguesa no primeiro semestre de 2016 (ouça trecho inédito da obra e confira a matéria completa de O Globo no link abaixo).

Único escravo no Brasil a publicar autobiografia ganha site de memórias

gardobasara

Imagens de Mahommah Gardo Baquaqua, disponíveis no site. http://www.baquaqua.com.br/

3 Comentários

  1. Fernando Humberto 2 de dezembro de 2015
  2. Eduardo Lima 1 de dezembro de 2015
  3. Guilherme da Silva 30 de novembro de 2015

Deixe uma resposta