Para quem ama museus

Por Eneida Quadros Queiroz.

O Youtube promoveu verdadeira revolução na veiculação de informação e do entretenimento. Há canais sobre todos os assuntos, e obviamente os canais que falam sobre História Mundial e do Brasil estão lá em profusão. Podemos citar o “Historizando”, “Se Liga na História”, “História Online”, “Nota 10 em História”, o “Buenas Ideias” e até alguns canais de discussão historiográfica, como o “Café História”.

Sobre museus, no entanto, só sabia da existência do ótimo “Conhecendo Museus”, produzido pela EBC (Empresa Brasileira de Comunicação). Mas ainda não havia um canal íntimo, aquele tête-à-tête, que além de fazer visitas guiadas em museus, trouxesse um pouco de suas histórias de formação, curiosidades e debates sobre os acervos, mostrasse atividades educativas e culturais que ocorrem lá dentro, mergulhasse em filmes e séries sobre o mesmo tema. Vendo essa ausência de canais que não dessem aulas sobre temas ou passagens célebres de nossa história, mas sim trouxessem todas essas possibilidades de educação, de entretenimento e de turismo dos museus, eu criei o canal “Poética dos Museus”.

O canal já conta com 15 vídeos que percorrem um pouco da história da moda no século XIX (inclusive com apresentação de reproduções históricas em meu próprio corpo, porque – sim – sou dessas), atividades culturais dentro do Museu d´Orsay em Paris e dentro do Palácio de Versalhes, visita guiada à recém-reformada Casa Firjan (palacete histórico que já pertenceu à família Guinle em Botafogo), análise de filmes históricos como “A época da inocência” de Martin Scorcese e “O Piano” de Jane Campion. Quer conhecer? Dá um pulo por lá: curta, se inscreva, aperte o sininho: mergulha no Youtube.

 

Canal Poética dos Museus:

https://www.youtube.com/channel/UC7krEzfpMKus7auJcA5wA9w/featured?view_as=subscriber

Museu d`Orsay:

https://www.youtube.com/watch?v=YKLjV7ds0sQ&t=1s

Moda no século XIX:

https://www.youtube.com/watch?v=yqq4S2VCgAQ&t=38s

 

Museu de Orsay, fachada sobre o Sena.

Museu d’Orsay, fachada sobre o Sena. Foto de Ricardo André Frantz (Wikipedia)

Deixe uma resposta