Educação, Gênero e Direitos Humanos

Nova Call for Paper da Revista Gênero & Direito, trata-se de uma Edição Especial sobre o tema da Educação, Gênero & Direitos Humanos, para ter maiores informações acesse o
Embora a educação em direitos humanos tenha por base a Declaração
Universal dos Direitos Humanos de 1948 e se paute nas diretrizes dos planos nacionais
de educação em direitos humanos (PNEDH), no atual contexto (neo)liberal os direitos
políticos sobrepõem-se aos direitos sociais, ocasionando constantes violações dos
direitos mais elementares dos seres humanos.
No Brasil, particularmente, no campo da Educação e dos direitos humanos
dá-se uma disputa por quais conhecimentos são válidos para serem ensinados nas
escolas, tanto que recentemente houve a retirada das questões de gênero e sexualidade
do documento final do Plano Nacional de Educação 2014-2024 (BRASIL, 2014) após
pressão das bancadas mais conservadoras do Congresso Nacional. Este texto almejava
refletir como gênero e sexualidade integram e compõem disputas em torno dos
chamados Direitos Humanos, reflexão esta indispensável quando o que se pretende é
promover direitos humanos no âmbito da educação.
Nessa assertiva, estes tempos reacionários demandam uma nova ordem social
pautada em uma perspectiva axiológica que preze a igualdade, a liberdade e
solidariedade, bem como todos os princípios da Declaração Universal dos Direitos Humanos, onde se encontra a base de uma sociedade democrática. Torna-se urgente o
desenvolvimento de uma cultura dos direitos humanos que seja capaz de transformar
práticas de convivência, práticas sociais e políticas, onde se dê voz e força aos grupos
excluídos, para que esses sejam sujeitos de sua própria história (CANDAU;
SACAVINO, 2000).
Todos os movimentos sociais, bem como todas as lutas pelo reconhecimento
dos direitos daqueles que, historicamente, tiveram menos poder na sociedade e por
conseguinte pouco participaram dos processos de decisões sobre interesses coletivos,
estão intimamente ligados à luta pela concretização de uma cultura dos direitos
humanos.
A educação em direitos humanos nesse sentido, deve empoderar grupos
minoritários. Assim, neste número temático, buscamos refletir sobre a importância do
trabalho com questões de gênero e direitos humanos na Educação, apresentando
reflexões teóricas e teórico-práticas oriundas de nossas inserções como docentes
implicados/as com a temática do dossiê.

A submissão dos trabalhos se darão pelo site da revista:
http://www.periodicos.ufpb.br/index.php/ged/index. As normas editoriais podem ser
encontradas através do link:
http://www.periodicos.ufpb.br/index.php/ged/about/submissions#authorGuidelines. O
prazo final (deadline) para envio dos trabalhos é dia 31/10/2018.
Qualquer dúvida ou maiores informações podem ser obtidas pelo email
revistageneroe direito@gmail.com
Denise Regina Quaresma da Silva
Filipe Lins dos Santos
Editor@s

Referências Bibliográficas:
BRASIL, 2014. Plano Nacional de Educação. Disponível em:
http://www.observatoriodopne.org.br/uploads/reference/file/439/documentoreferencia.pdf
Acesso em 01de ago.2018.
CANDAU, V. M. A Configuração de uma Educação em Direitos Humanos. In:
SILVEIRA, R. M. G. et al. Educação em direitos humanos: fundamentos teóricometodológicos.
João Pessoa: Editora Universitária, 2007.
SACAVINO, S. Educação em direitos humanos e democracia. In: CANDAU, V. M.;
SACAVINO, S. (Orgs.). Educar em direitos humanos: construir democracia. Rio de
Janeiro: DP&A, 2000. p. 36-48.

Deixe uma resposta