O inominável

         Desde ontem, está circulando a notícia de que uma mulher teria sido estuprada por 30 homens no Rio de Janeiro. A inacreditável tortura foi registrada em fotos e vídeos, que foram exibidos em redes sociais, acompanhados de piadas e comentários ofensivos. Inconsciente, a moça de 17 anos foi exposta toda machucada e de forma degradante. Na semana passada, li um artigo sobre o aumento de casos em que as vítimas são drogadas, sem seu conhecimento, para depois serem abusadas.

        O que dizer diante de tanto horror? Já discutimos inúmeras vezes nesse blog a violência contra a mulher, o estupro, a misoginia. Já abordamos as origens históricas do machismo e suas implicações nos dias atuais. Hoje, porém, diante desse fato terrível, não sei o que dizer. Só consigo pensar na vítima, no seu sofrimento, na humilhação, na dor…E concluir que vivemos em uma sociedade doente, cruel e misógina. E que precisamos mudar.

       Em meio a tantos casos chocantes, ainda temos que lidar com uma campanha feroz contra o feminismo e as questões de gênero. Será que todos esses homens que estupraram a garota são simplesmente doentes? Ou será que esse tipo de crime tem raízes mais profundas que devemos enfrentar? Quando vamos deixar de minimizar fatos como esse? Até quando culparemos as vítimas? Até quando negaremos a cultura do estupro?

Texto de Márcia Pinna Raspanti.

nudez

“Retrato de Jovem Mulher” de Rafael Sanzio (1540-45).

6 Comentários

  1. Ivana Goes 1 de junho de 2016
    • Márcia 1 de junho de 2016
  2. Neli Faria 27 de Maio de 2016
    • Márcia 29 de Maio de 2016
  3. Elvira 26 de Maio de 2016
    • paulo 26 de Maio de 2016

Deixe uma resposta