Memória da destruição: Rio, uma história que se perdeu (1889-1965).

A cidade do Rio de Janeiro foi modificada por diversas intervenções urbanas. Este livro possibilita aos mais jovens visualizarem um Rio de Janeiro que sequer supunham ter existido e, aos mais vividos, recordarem velhos tempos. São visões do passado, de um Rio de Janeiro bem distinto, no qual o cotidiano de seus habitantes se desenvolvia num ritmo diferente. A obra, de autoria da Gerência de Pesquisa do Arquivo da Cidade e coordenado por Sandra Horta, proporciona uma viagem através das imagens de um Rio antigo que já não existe mais, extraídas do acervo precioso da instituição.

Acesse a publicação pelo link abaixo:

http://www.rio.rj.gov.br/dlstatic/10112/4204430/4101439/memoria_da_destruicao.pdf

M. do Castelo e bairro da Ajuda vistos do M. de S. Antônio (1885)Vista do Centro e Igreja da Candelária (1885)Palácio_Monroe_(cartão-postal)

Palácio Monroe (cartão postal); Vista do Centro – Igreja da Candelária (1885); Morro do Castelo e bairro da Ajuda (1885); de baixo para cima. 

FONTE: Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro.

One Response

  1. JAN REIS 8 de janeiro de 2016

Deixe uma resposta