Havia uma ‘febre dançante’ no Rio de Janeiro no século XIX

Um dos símbolos desse momento é o Cassino Fluminense, que foi inaugurado por D. Pedro II no edifício na Lapa e se tornou um dos mais importantes salões de baile da capital. Mas dançar, naquela época, exigia preparação árdua e roupa de gala. Mary del Priore lamenta, no entanto, que o prédio histórico, hoje, esteja em estado de abandono.

Confira no programa “Um Rio de Histórias” da Rádio CBN:

Havia uma febre dançante no Rio de Janeiro do século XIX

Fachada do prédio do antigo Automóvel Clube, na Lapa. Foto: Divulgação / Governo do RJ

Fachada do prédio do antigo Automóvel Clube, na Lapa. Foto: Divulgação / Governo do RJ

Deixe uma resposta