Enquete: você é contra ou a favor da reedição de “Minha Luta”, de Adolf Hitler?

“Mein Kampf” ou “Minha Luta”, em português, é uma obra escrita por Adolf Hitler, em que ele coloca as ideias adotadas pelos nazistas, que causaram tanto horror durante a Segunda Guerra Mundial. Os direitos do livro, que pertenciam ao autor, foram entregues ao Estado da Baviera, que não reeditou a obra, nem permitiu que outros o fizessem. Entretanto, no dia 31 de dezembro do ano passado, os direitos autorais caíram em domínio público, o que possibilita novas edições.

Não é preciso dizer que o fato tem causado grande polêmica em diversos países. No Brasil, a Editora Geração Editorial está lançando uma edição comentada, que já gera – como era esperado – muitas controvérsias. Já houve, inclusive, a apreensão de exemplares pelo Ministério Público de alguns estados. Especialistas alertam para o perigo que a circulação de uma obra abertamente racista pode trazer. Muitos grupos neonazistas se inspiram até hoje nas ideias de “Minha Luta”. Outros, porém, defendem a importância do conhecimento do texto como documento histórico.

Todo cuidado é pouco quando o tema é nazismo, ainda mais em tempos em que as tensões raciais e a xenofobia estão em ascensão. A questão é bastante delicada principalmente para nós, historiadores, e merece ser discutida com seriedade. E você, o que acha? Queremos ouvir sua opinião. – Texto de Márcia Pinna Raspanti.

hitler01_thumb[1]

26 Comentários

  1. José Arnaldo de Castro 28 de Maio de 2016
  2. José Arnaldo de Castro 30 de março de 2016
    • Luis Carlos Araüjo 27 de Maio de 2016
  3. GIRASSOL 29 de março de 2016
  4. Mario Rui 13 de fevereiro de 2016
    • Mario Rui 13 de fevereiro de 2016
      • marcia 13 de fevereiro de 2016
        • Mario Rui 13 de fevereiro de 2016
  5. Mario Rui 11 de fevereiro de 2016
    • marcia 13 de fevereiro de 2016
      • Mario Rui 13 de fevereiro de 2016
  6. Rafael Batista 7 de fevereiro de 2016
  7. Amanda Caroline 5 de fevereiro de 2016
  8. Domingos 5 de fevereiro de 2016
  9. José Arnaldo de Castro 4 de fevereiro de 2016
  10. Luciano 3 de fevereiro de 2016
  11. Adinalzir Pereira 1 de fevereiro de 2016
  12. Daniel Augusto Schmidt 1 de fevereiro de 2016
  13. Fábio Dias 1 de fevereiro de 2016
  14. Caio 1 de fevereiro de 2016
    • Liomar Marcelino Odwazny 2 de fevereiro de 2016
  15. Pedro Paulo Morado 1 de fevereiro de 2016
  16. Liomar Marcelino Odwazny 1 de fevereiro de 2016
  17. Rafael Guimarães Alves 1 de fevereiro de 2016
  18. Ana Maria 1 de fevereiro de 2016
  19. rossiley ponzilacqua 1 de fevereiro de 2016

Deixe uma resposta