Brasileiro tem dupla cara: liberal na rua e conservador em casa, diz historiadora

Estudiosa da evolução (e involução) das ideias no país, disciplina que na academia leva o nome de história das mentalidades, mais preocupada com a história de longa duração e com as histórias do cotidiano, Mary del Priore vê o país hoje como temerário equilibrista. “Vivemos entre o novo e o velho”.

Mary del Priore diz acreditar que vivamos em uma democracia que precisa de ajustes: “O Brasil precisa alinhar essa ideia de uma democracia para todos com um Estado mais justo. Um Estado menos corrupto”. Confira a entrevista que a historiadora concedeu ao UOL:

Brasileiro tem dupla cara

 

mary

Mary del Priore: “vivemos entre o novo e o velho”

 

 

 

 

 

 

 

2 Comentários

  1. cimone 20 de dezembro de 2017
  2. cimone 20 de dezembro de 2017

Deixe uma resposta