Uma nova esperança para o Museu do Ipiranga?

Publicado em 19 de março de 2016 por - História do Brasil

         Por Paulo Rezzutti.
museuipiranga
         A falência de nossas instituições culturais mantidas pelos governos, sejam de qual partido, tendência, esfera, cor, origem ou credo, é uma realidade gritante em nosso Brasil desmemoriado. Diversos museus estão fechados pelo país, e um dos mais importantes para a nossa história, o Museu Paulista, popularmente chamado de Museu do Ipiranga, acabou indo de roldão no sucateamento da USP.
         Na tentativa de evitar o prognóstico de que o museu não estaria em condições de reabrir antes de 2022 -, e em alguns casos, apontava-se que essa data seria, na melhor das hipóteses, uma esperança infundada -, o Grupo Mulheres do Brasil (MdB) entrou em acordo com a USP e celebrou um termo de cooperação no último dia 25 de fevereiro. O objetivo do grupo é colaborar no projeto de restauro e modernização das instalações do Museu Paulista, e já se fala, nos bastidores, que a intenção é entregar o prédio pronto bem antes do bicentenário da independência. O termo não prevê repasse de recursos financeiros entre as duas partes e refere-se à apresentação de soluções de gestão e ao auxílio na captação de recursos por parte do Grupo MdB, bem como ao apoio na curadoria de exposições itinerantes.
         O projeto de restauro do museu prevê a modernização, reforma e reabertura ao público do edifício-monumento; a realização de outras obras, inclusive novas construções; a execução de outras atividades que se mostrem necessárias à adequada conservação, transferência e custódia do acervo do museu durante o período de obras, bem como a exposição de obras em outros espaços enquanto permanecer fechado ao público.
       O grupo Mulheres do Brasil foi criado em outubro de 2013 por Luiza Helena Trajano, proprietária do Magazine Luiza. A associação é composta por cerca de mil mulheres líderes em diversos segmentos. O grupo possui diversos comitês propositivos, como: comunicação, jurídico, combate à violência contra a mulher, cultura, educação, empreendedorismo, políticas públicas, saúde, social.
foto1 (1)
Presidente do Grupo MdB, Luiza Helena Trajano,
e o reitor Marco Antônio Zago da USP assinam termo de cooperação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comentários

Deixe o seu comentário!