PALESTRA ‘MULHERES NAS HQs BRASILEIRAS’

Publicado em 25 de abril de 2016 por - eventos

25 de abril | 16 horas

Bedeteca

Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos,

Numa organização do Clube Português de Banda Desenhada, a Bedeteca da Amadora, no distrito de Lisboa, em Portugal, recebe, hoje, dia 25 de abril, às 16 horas, a especialista brasileira Natania Nogueira para uma palestra sobre ‘Mulheres na BD (histórias em quadrinhos) brasileira’.

Em 2 de novembro de 2003, no âmbito do Amadora BD sob o tema da mulher, Sónia B. Luyten e a autora Ciça fizeram uma primeira abordagem ao tema da mulher nas histórias em quadrinhos no Brasil. Em causa estava, sobretudo, uma mudança de paradigma decorrente do aparecimento de mulheres autoras. Escrevia Sónia B. Luyten em texto do catálogo do Festival: “As mulheres do novo milênio tentam fugir dos estereótipos da personagem feminina saídos da pena masculina, construída e produzida a partir de seu registro. As mulheres não querem ser mais como a ninfa Eco, de Ovídio, que apenas repete como um eco o que Narciso diz, e foi sem dúvida, desta repetição, que nasceu todos os equívocos e paradoxos que ilustram a fala da mulher em textos e desenhos feitos por homens”.

Doze anos depois, no ano da polêmica de Angoulême, após a não inclusão de qualquer nome feminino na lista de candidatos ao Prémio da Cidade, a estudiosa Natania Nogueira vem fazer o ponto da situação. Há duas grandes diferenças entre 2003 e 2016: em primeiro lugar, a Internet, a par da cena independente, possibilitou um enorme aumento da HQ feita por mulheres no Brasil; em segundo lugar, há uma maior proximidade da HQ brasileira ao grande público português, para além dos grandes clássicos.

Natania Nogueira é mestre em História do Brasil pela Universidade Salgado de Oliveira (UNVERSO), onde teve como orientadora a historiadora e escritora Mary Del Priore. O tema da dissertação foi “As representações femininas nas histórias em quadrinhos norte-americanas: June Tarpé Mills e sua Miss Fury (1941 – 1952).” É sócia fundadora da Associação de Pesquisadores em Arte Sequencial (ASPAS), onde atualmente ocupa o cargo de Diretora Financeira, e membro da Academia Leopoldinense de Letras e Artes (ALLA), em Leopoldina, MG, e da Academia Lavrense de Letras (ALL), em Lavras, MG. Contribuiu com artigos para a revista francesa Papiers Nickelés. Tem diversos textos publicados sobre a temática da mulher nas histórias em quadrinhos e projetos educativos.

natania

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comentários

Deixe o seu comentário!