Tragédias amorosas

Publicado em 3 de dezembro de 2013 por - História do Brasil

  Concubinatos e ligações consensuais  não eram apenas o doce e protetor nicho de estabilidade. Espaço de amantes, lugar de confrontação dos corpos, eles eram também aquele das incandescências e de todos os incêndios. Teatro de paixões, mas também de tragédias, se prestavam muitas vezes a guerras internas, batalhas pessoais…

Leia Mais

Nascimento de D. Pedro II

Publicado em 2 de dezembro de 2013 por - História do Brasil

Em 2 de dezembro de 1825, nascia Pedro D’Alcântara, o sétimo filho da Imperatriz Leopoldina e de D. Pedro I. O futuro monarca brasileiro levou cinco horas para nascer, em um parto difícil. Era um bebê robusto, mas herdara do pai a epilepsia. A sua chegada foi festejada na capital…

Leia Mais

Amor e ciúme

Publicado em 2 de dezembro de 2013 por - História do Brasil

Documentos do período colonial revelam que os sentimentos estavam aprisionados em dois padrões de sexualidade então vigentes: o amor casto e respeitoso das esposas e o amor voluptuoso, fora do casamento, com “a outra”. Em testamentos de esposas, registram-se demonstrações de “estima, dedicação e gratidão” em relação ao cônjuge; carinho…

Leia Mais

Onde se esconde o desejo

Publicado em 1 de dezembro de 2013 por - História do Brasil

  Gilberto Freyre foi pioneiro em captar o interesse dos portugueses pela “moura encantada”: tipo delicioso de mulher morena de olhos pretos, segundo ele, envolta em misticismo sexual – sempre de encarnado, sempre penteando os cabelos ou banhando-se nos rios ou nas águas de fontes mal assombradas – que os…

Leia Mais

Com a ajuda dos céus

Publicado em 30 de novembro de 2013 por - História do Brasil

 As moças que desejavam muito se casar, mas que encontravam dificuldades, costumavam rezar para os “santos casamenteiros”: São Gonçalo e Santo Antônio. Nos casos de decepção amorosa, por exemplo, algumas, mais desesperadas, chegavam a esconder o Menino Jesus que o santo trazia nos braços até que ele lhes restituísse o…

Leia Mais
1 426 427 428 429 430 447