PRESERVAÇÃO, MEMÓRIA E SUBJETIVIDADE

Publicado em 13 de junho de 2014 por - História do Brasil

O ato de preservar por vezes se confunde com o simples armazenamento de um bem material que não pode ser perdido, mas que também não é usado. Não é usado porque não faz mais parte da memória coletiva, porque não se identifica com a “atualidade”. Sobre isso li um artigo…

Leia Mais

Sobre a bola e o gramado

Publicado em 12 de junho de 2014 por - História do Brasil

Nas últimas semanas, o futebol vai parecer a bobagem mais séria do mundo! Paralelamente aos ditos e não ditos da imprensa, às gafes e previsões fora do lugar feitas por comentaristas, os historiadores há muito vêem o esporte como um grande revelador social. Por trás das bandeiras coloridas, rojões e…

Leia Mais

Namoro nos Anos Dourados

Publicado em 12 de junho de 2014 por - História do Brasil

Depois de um cigarro, de alguns goles de cuba-libre ao som de “Tomo um banho de lua”, a lambreta parte em velocidade com a “maçaneta” na garupa. Apertada no jeans, ela é o objeto de desejo do rapaz de topete, gumex e blusão de couro. Numa esquina mais escura, caem…

Leia Mais

Mulheres lascivas: o medo da sexualidade feminina

Publicado em 11 de junho de 2014 por - História do Brasil

A retórica em favor da moderação de costumes trazia no seu avesso a condenação daquela que se excusava à maternidade por ser infernalmente lasciva: “Certo homem, indigno deste nome, amava uma mulher-dama com tão excessivo e desordenado afeto, que fiado na idade de mancebo e na valentia das forças, pretendeu…

Leia Mais

O Rei do Futebol, por Nélson Rodrigues

Publicado em 11 de junho de 2014 por - História do Brasil

Em homenagem à Copa do Mundo, que começa amanhã, reproduzo parte de uma crônica de Nélson Rodrigues sobre Pelé. A três meses do mundial de 1958, o escritor lançava a expressão “Rei do Futebol” para definir o craque de 17 anos. E aproveitava para ironizar o complexo de “vira-lata” do…

Leia Mais
1 413 414 415 416 417 505