Obra completa de Machado de Assis para download gratuito

Publicado em 30 de junho de 2015 por - Educação

Para homenagear um dos maiores nome da Literatura Brasileira, o portal Domínio Públicodo MEC, em parceria com o Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (NUPILL), da Universidade Federal de Santa Catarina, disponibilizou a Coleção Digital Machado de Assis.

A coleção reúne a obra completa de Machado de Assis para download gratuito, além de teses, dissertações e artigos críticos a seu respeito. No site, ainda é possível assistir a um vídeo sobre a vida do autor, o que ajuda a entender o contexto histórico em que ele estava inserido.

A seguir faça o download grátis de todas as obras de Machado de Assis divididas por categoria:

1 – Faça download grátis dos romances de Machado de Assis

2 – Faça download grátis dos contos de Machado de Assis

3 – Faça download grátis das poesias de Machado de Assis

4 – Faça download grátis das crônicas de Machado de Assis

5 – Faça download grátis das obras de Teatro de Machado de Assis

6 – Faça download grátis das Críticas de Machado de Assis

7 – Faça download grátis das traduções de Machado de Assis

8 – Outras obras de Machado de Assis

Fonte: Canal do Ensino/Universia.

machado_de_assis_big_photo1

Machado de Assis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 Comentários

  1. EDUARDO DE PAULA BARRETO disse:

    .

    MACHADO DE ASSIS
    .
    Joaquim Maria Machado de Assis
    Mulato carente em cuja cerviz
    Pesava o opróbrio do preconceito
    Filho de pais pobres
    Mas dono de talentos nobres
    E de originais conceitos.
    .
    Criado pela madrasta
    Suplantou a dor da desgraça
    Da perda da mãe querida
    Frequentou a escola pública
    Mas sua sabedoria única
    Adquiriu na escola da vida.
    .
    Aprendeu francês e latim
    Exerceu atividades sem fim
    No universo da cultura
    Mas o seu maior legado
    Para sempre ficou gravado
    Nas páginas da literatura.
    .
    Foi jornalista, contista
    Cronista, romancista
    Poeta e teatrólogo
    E na fundação da ABL
    Foi distinto cerne
    E mentor do seu prólogo.
    .
    Chamava-se Carolina
    A musa que inspirava as rimas
    Dos seus versos de amor
    Ela foi a sua obra mais perfeita
    Mas que cometeu a desfeita
    De morrer antes de seu autor.
    .
    A saudade abreviou os seus dias
    E os textos que ele escrevia
    Não o acompanharam ao cemitério
    Ficaram espalhados como a fumaça
    Que subia das fogueirinhas da casa
    18 da Rua Cosme Velho.
    .
    Eduardo de Paula Barreto

    .

  2. Ricardo disse:

    Boa noite, estou muito satisfeito em poder acompanhar o site e ver que possui conteúdo relevante, Meus parabéns.

  3. José Ventura disse:

    Excelente. Uma verdadeira preciosidade.

Deixe o seu comentário!