Livro da historiadora Mary del Priore esmiúça a vida no Brasil Colônia

Publicado em 26 de abril de 2016 por - dicas

          Que os índios tupinambás que viviam por aqui à época da colonização comiam mandioca todo mundo sabe, mas e quando faltava mandioca, por mau uso da terra ou cisma da natureza? Como eles faziam? Quais eram os bichos tropicais mais temidos pelos estrangeiros? O que tinha na mesa de café da manhã de um carioca típico do século XVIII? Quando foi que começamos a tomar banho usando sabão? Ou como se curava dor de cabeça? Numa feira livre daquelas onde se vendiam homens escravizados, comuns no século XIX, quanto valia um africano em comparação a um animal?

       São esses detalhes tão pequenos de nós, brasileiros (e muitos outros), que estão esmiuçados na nova série de livros da historiadora Mary del Priore — uma tetralogia que promete iluminar os recônditos mais obscuros da história tupiniquim, levantando a saia dos nobres para ver o que havia por baixo, escutando atrás da porta da cozinha, acendendo a luz das alcovas.

Leia a reportagem completa de O Globo: http://oglobo.globo.com/cultura/livros/livro-da-historiadora-mary-del-priore-esmiuca-vida-no-brasil-colonia-19156405#ixzz46ve8WFO7

oglobo

Sobre a mesa: “Farinha de trigo? Nem pensar. Até então desconhecidas dos europeus, frutas como araçá, cajá, gabiroba, ingá, jabuticaba, jatobá, pequi, pitanga e umbu deliciavam – Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário

  1. Marcus Braga disse:

    Sou muito fã da Mary! Apaixonado por história, em especial a do nosso imenso e rico país, achei nessa ilustríssima historiadora, pesquisadora e escritora a fonte de minha sede de conhecimento. Venho formando uma coleção de sua obra. São livros fantásticos!

Deixe o seu comentário!