Fiocruz lança site do Acervo Digital de Obras Raras

Publicado em 20 de outubro de 2016 por - dicas

          O novo site do Acervo Digital de Obras Raras e Especiais da Fiocruz, lançado na terça-feira, dia 18, na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) 2016, marca o aniversário de 30 anos do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz) e oferece, de forma sistematizada, um dos acervos bibliográficos mais importantes da América Latina. Na mesma data, foi inaugurada a exposição Raros e Preservados, contendo ilustrações e livros raros do acervo da Seção de Obras Raras Assuerus Overmeer da Biblioteca de Manguinhos, localizada no Castelo Mourisco da Fiocruz.

Entre os destaques, figuram trabalhos, até então inéditos em meio digital, de autores como o patrono da Fundação, o cientista Oswaldo Cruz. Outra atração é o periódico Brazil Médico, um dos mais importantes na história das ciências no país. No site, o internauta pode fazer buscas por título, descrição e palavras-chave em diversos tipos de materiais como livros, periódicos e teses. O sistema também permite o uso em diferentes idiomas.

 

 

 

Segundo um dos coordenadores do Site de Obras Raras, Mauro Campello, mais do que a verba, “vital são os olhos para a necessidade desse trabalho”. A chefe do Multimeios, Patricia Ferreira, reforça como ganhos maiores a mobilização da Fiocruz para o tema e a ideia de formulação de uma política de digitalização para a Fundação.

Da Seção de Obras Raras serão digitalizadas 4.368 páginas de obras raras; 2.159 páginas de livros; 16.957 páginas de periódicos raros; e do recordista de consultas, o Brazil Médico, serão 59.100 páginas (111 volumes). Obras dos cientistas Oswaldo Cruz, Carlos Chagas, Adolpho Lutz, entre outros, estão no pacote. Da Biblioteca da COC/Fiocruz serão digitalizadas 30 mil páginas do acervo, que reúne clássicos das Ciências Biomédicas e da Saúde Pública. Serão restauradas 13 mil páginas de livros.

Capa do livro Natural history of the insects of India (1842)

 

FONTE: Agência Fiocruz de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comentários

Deixe o seu comentário!