EDUCAÇÃO PATRIMONIAL E LEITURA DA IMAGEM

Publicado em 19 de setembro de 2014 por - História do Brasil

Por Natania Nogueira.

foto_praça

 

Moças na praça – acervo pessoal

Fugindo um pouco das reflexões teóricas, hoje quero propor uma atividade simples, que pode ser muito útil para o professor que deseja trabalhar com educação patrimonial na sala de aula: o uso da fotografia, tanto como registro do presente, quanto como uma forma de leitura do passado.

Surgida no início do século XIX, a fotografia veio a revolucionar o registro de imagens do cotidiano. Já de início ela se apresentou como uma tecnologia a serviço da ciência e das artes. Se hoje o hábito de fotografar é tão comum quanto o de comer ou mesmo dormir, quase dois século atrás ela representava possibilidade de imortalizar a imagem não apenas de pessoas, mas de lugares.

A fotografia possui uma capacidade didática e ilustrativa que muitas vezes não é explorada. Como documento, por exemplo, ela pode substituir a ausência de textos escritos e ser utilizada na representação de  temas como a cidade, a natureza, a infância, as relações de gênero, etc. Ela pode oferecer, portanto, suporte para a construção tanto da identidade individual quanto coletiva.

Pois bem, essa tecnologia que avançou durante os anos e que hoje está disponível a quase todas as pessoas, seja por meio de câmaras fotográficas ou celulares, pode ser um excelente instrumento para o ensino de educação patrimonial. Sem querer me alongar muito, gostaria de dar algumas sugestões aos colegas que querem desenvolver atividades com seus alunos, atividades essas que podem ser adaptadas a todos os níveis de ensino.

Inicialmente, sugiro trabalhar fotografias antigas, imagens do passado que retratem a cidade e seus habitantes. Já trabalhei em certa oportunidade com alunos do ensino fundamental II as fotografias da minha cidade, produzidas no final do século XIX e na primeira metade do século XX.  Montei uma ficha para que eles preenchessem, a partir da análise de uma imagem fotográfica. O trabalho foi realizado em duplas, para que os alunos tivessem a oportunidade de discutir uns com os outros, tirar dúvidas e chegassem, finalmente a um acordo sobre o que eles estavam “lendo” na fotografia. Cada dupla recebeu duas fotos.

Na ficha eu comecei com questões simples de identificação da imagem. Coisas do tipo:

  1. O documento fotográfico foi tirado em uma paisagem:

( ) Urbana ( ) Rural

  1. No documento fotográfico há os seguintes elementos:

( ) árvores ( ) prédios ( ) pessoas ( ) animais ( ) veículos ( ) objetos decorativos

Em seguida, solicitei que identificassem o “tema” da foto. Se a foto assim permitisse, eles deveriam apontar, também, o local onde ela foi tirada, a partir de referências como prédios, praças e características geográficas. Por fim, pedi que fizessem uma pequena dissertação sobre as imagens analisadas, fazendo uma descrição não apenas da imagem, mas da ideia passada por ela. Dei um exemplo e tirei algumas dúvidas.

O resultado foi excelente. Os alunos debateram entre si, trocaram ideias e posso afirmar que tive um aproveitamento de pelo menos 80%. Eles souberam interpretar as imagens muito bem. Foi um exercício fantástico que durou o período de uma aula.  Além de dinamizar a aula, essa foi uma forma interessante de ensinar história local e de trabalhar educação patrimonial.

Num segundo momento, pedi que cada um coletasse imagens da cidade em celular ou câmera fotográfica para que pudéssemos reuni-las e verificar em conjunto as mudanças no espaço urbano procurando por antigas construções ou mesmo os locais onde elas deveriam estar, mas que atualmente são ocupados por prédios modernos.

Gostaria de deixar ainda uma sugestão de trabalho, que pretendo aplicar assim que possível, montar com os alunos um banco de dados com fotografias antigas, recolhidas com parentes e amigos, que mostrem as mudanças na cidade e na própria sociedade, com o passar dos anos. Com os recursos que a internet nos oferece atualmente esta é uma atividade bem fácil e que atinge não apenas os alunos na sala de aula, mas que oferece à comunidade acesso a informação e conscientização acerca da preservação do patrimônio material e da história local.

Sugestão de leitura:

120327016_1GG

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário

  1. Rita Barbosa disse:

    Gostei do assunto sobre fotografia para desenvolver com os alunos!

Deixe o seu comentário!