Desafio da Independência: como terá sido o “grito do Ipiranga”?

Publicado em 7 de setembro de 2014 por - Independência do Brasil

Ainda dá tempo! O prazo termina hoje.

Para ganhar um exemplar autografado do livro “A Carne e o Sangue”, de Mary del Priore, basta escrever um texto de 15 linhas, no máximo, sobre o famoso momento do Grito do Ipiranga. Como estava o estado de ânimo de D. Pedro? O futuro imperador estava com raiva em virtude das notícias que chegavam de Portugal? Estava temeroso? Ou tomou a decisão após analisar friamente os fatos? Qual era sua expectativa? Pensou em D. Leopoldina, nos conselhos de Bonifácio ou em Domitila? Lembre-se: é um exercício de ficção.

As autoras do blog irão julgar os textos e escolher o melhor – que será publicado no História Hoje, na sexta-feira, dia 12 de setembro.

Para participar, é necessário enviar o texto, até a meia-noite do dia 7 de setembro de 2014 (hoje), para o email: historia.hoje@bol.com.br . Não se esqueça de colocar seu nome e endereço (mandaremos seu livro pelos Correios).

001

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário

  1. Moisés Stahl disse:

    Amigo de Dom Pedro I: E ai Dom, firmeza.
    Dom Pedro I: Beleza velhinho.
    Amigo de Dom Pedro I: Ta ligado que la na Corte os cara tão fazendo umas parada meio estranha pra cima de você, eles que o pacto colonial de volta mano. Você não vai fazer nada, que homem que é você mano.
    Dom Pedro: Aqui a parada é o seguinte: dim dim Dom preste atenção vou proclamar a independência nesse som. Olha aquela margem, olha aquela mina, a minha gata princesa Leopoldina. O sangue ferve na veia, espada firme na mão – dor de barriga ah não -, eu vou grita, ah, INDEPENDÊNCIA! Vou PROCLAMAR, ah, INDEPENDÊNCIA! Ta proclamado e fim de papo.

Deixe o seu comentário!