Como a censura influenciou a produção literária?

Publicado em 29 de maio de 2016 por - dicas

Clique para ampliar

Em Censores em ação, Robert Darnton recria três momentos em que a censura restringiu a expressão literária. Na França, no século XVIII, censores, autores e livreiros colaboravam no fazer literário ao navegar na intricada cultura do privilégio em torno da realeza. Em 1857, na Índia, o Rajá britânico empreendeu uma investigação minuciosa dos aspectos da vida no país, transformando julgamentos literários em sentenças de prisão.
Na Alemanha Oriental, a censura era tão onipresente que se instaurou na mente dos escritores como autocensura, com sequelas visíveis para a literatura nacional. Ao enraizar a censura nas particularidades da história, este estudo revelador expõe o impacto da repressão na literatura.

 

darnton

FONTE: Companhia das Letras

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário

  1. ANGELI ROSE DO NASCIMENTO disse:

    Os censores estão aqui também e na universidade.Curioso,o gênero textual unicamente aceito tem sido o “texto acadêmico”, para receber a titularidade de mestre ou doutor.Entretanto, há periódicos acadêmicos nas áreas de Letras que investigam exatamente a ampliação dos limites de uma literatura expandida por exemplo e que transborde por espaços vários,saindo do monocrático modo de criar e produzir.Eu tive um romance híbrido vetado no mestrado em educação sobre formação de leitores,numa forma absolutamente dentro de certa tradição epistolar.O orientador, que não orientou nada, vetou-o e ficou por isso mesmo.Tive de me virar para atendê-lo,caso contrário perderia a formação, o que aliás, cheguei à conclusão de que era a intenção dele e ,quiçá,da instituição.O problema é que esse tipo de veto tem implicações graves na trajetória profissional e acadêmica da pessoa.Minha carreira docente universitária foi pro brejo e totalmente precarizada.A censura abusiva aprofunda a desigualdade.(prof.Dra.Angeli Rose)

Deixe o seu comentário!