A triste adolescência do imperador

Publicado em 23 de fevereiro de 2017 por - artigos

Os adolescentes sempre arrumavam uma forma de se divertir. Durante os festejos de São João, os jovens ajudavam a erguer o mastro diante da igreja e disputavam, depois, as prendas aí penduradas, enquanto as moças faziam adivinhas com copos de água para saber os amores prometidos para a próxima estação agrícola. No Entrudo, como era chamado o Carnaval, havia jogos e brincadeiras. Os rapazes molhavam as moças com os famosos limões-de-cheiro. Em contraste com essa alegre despreocupação, temos uma rápida imagem da triste adolescência de D. Pedro II que no dia de seu aniversário de 15 anos registrou sobre as homenagens recebidas:

“Às cinco da manhã os tiros ribombavam pelos montes de S. Cristóvão […] Às seis levantei-me […] Depois almocei o meu costumado: ovos e café com leite, aprazível bebida; ás oito para às nove ouvi missa no novo oratório, que na verdade ficou bom. Fui me vestir. Coitados dos meus ombros gemiam com o peso, tem oito libras, afora as ordens, a espada e a banda, safa […] chegando ao paço, descansei um pouco e depois fui ao Te Deum, grandezinho, mas suportável por ter sido composto por meu pai […] quando cheguei à janela tocaram o Hino Nacional que acenando mandei parar. Depois, a trombeta tocou o seu clarim que outrora me era tão terrível, principiaram os tiros de artilharia, que antigamente, até me faziam verter lágrimas de terror”.

Quase uma caricatura do “pobre menino rico”, ao final do dia, depois de uma série de despachos, compromissos sociais e uma peça de teatro onde soavam desafinados instrumentos, D. Pedro II comentava de mau-humor:

“[…] dormindo fui para casa, dormindo me despi e dormindo me deitei, agora façam-me o favor de me deixar dormir, estou cansado, não é pequena a maçada! ”.

  • Texto de Mary del Priore. “Histórias da Gente Brasileira: Império (vol.2)”, Editora LeYa, 2016.

D.pedro2

Jovem e solitário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comentários

Deixe o seu comentário!