A história da gastronomia brasileira a partir de cardápios do século XIX

Publicado em 12 de maio de 2015 por - História do Brasil

A Casa Romário Martins recebe a partir desta sexta-feira (15) a exposição “Os Banquetes do Imperador – A Formação da Gastronomia Brasileira”, composta por painéis fotográficos e textos que apresentam alguns livros e vários cardápios do século 19 colecionados por D. Pedro II. O material exposto constitui verdadeiros documentos que retratam um período da história do Brasil, seus costumes, gostos, padrão estético, entre outros aspectos, e as origens da gastronomia brasileira.

A mostra é baseada na pesquisa que resultou no livro homônimo, do fotógrafo, jornalista, editor e chefe de cozinha André Boccato, em coautoria com Francisco Lellis. A coleção do imperador está organizada em “menus de navios”, “menus no exterior” (em geral de recepções oficiais, de restaurantes, de hotéis e de cafés), e “menus no Brasil” – estes, documentos que extrapolam a curiosidade estética e são testemunhos históricos do nascimento da “cultura gastronômica brasileira”.

Os cardápios brasileiros incluem banquetes de Estado, inaugurações de estradas de ferro e eventos sociais no Rio de Janeiro, em São Paulo e em outros estados. Um deles é o “Menu Abolicionista”, que contém a primeira citação do “Churrasco do Rio Grande” de que se tem notícia. Outro é o famoso “Banquete da Ilha Fiscal”.

O autor analisa os menus brasileiros e constata uma autêntica luta por reproduzir aqui o que já era sucesso na Europa, ainda que existissem tentativas de valorização de ingredientes locais. Nesta época foi editado “O Cozinheiro Nacional”, um livro que divulgava, nos jornais cariocas, uma cozinha livre das influências europeias. Contraditoriamente, suas páginas demonstram a impossibilidade de uma culinária de fato brasileira, seja pela técnica afrancesada utilizada pelos profissionais, seja pela dificuldade de uso dos ingredientes locais. Os menus são bastante parecidos e, no conjunto, representam um retrato fiel da gastronomia no século 19. A entrada é gratuita.

Palestra – O curador da mostra e autor do livro “Os Banquetes do Imperador” fará uma palestra no dia 20 de maio, às 19h, na Casa Hoffmann. André Boccato iniciou sua carreira em jornais alternativos da década de 1970, como Opinião, Versus, Movimento e vários outros, até abrir sua primeira editora em 1980, especializada em poesia e arte. Ainda na década de 1980 foi diretor do MIS – Museu da Imagem e do Som de SP, e diretor das Oficinas Culturais Oswald de Andrade. Nos anos 90, foi professor de Fotojornalismo na PUC- SP e, na ECA-USP, de Editoração. Recentemente lecionou Antropologia da Alimentação na Universidade Estácio de Sá, em São Paulo. Representou o Brasil em grandes eventos internacionais, como Ano do Brasil na França, e Brazilian Taste Festival, durante a Copa do Mundo na Alemanha.

A convite da Câmara Brasileira do Livro – CBL, para a Bienal do Livro de São Paulo, como curador de gastronomia, criou o evento Cozinhando com Palavras, também apresentado na Feira do Livro de Frankfurt (outubro de 2013) e no Salão do Livro de Paris (março de 2015). É também colecionador de menus franceses do período da Belle Époque, tendo feito exposições e publicações sobre o tema. Também é diretor da Editora Boccato, com mais de uma centena de publicações, várias delas premiadas no Brasil e no exterior, dentre elas o livro Os Banquetes do Imperador – 2º lugar Prêmio Jabuti 2014 e o melhor livro de história e gastronomia – Cookbook Gourmand Awards 2014.

Serviço:

Exposição “Os Banquetes do Imperador”
Local: Casa Romário Martins (Largo da Ordem) – Curitiba.
Data: Abertura dia 15 de maio
Bate-papo com o autor do livro e chef André Boccato
Dia 20 de maio, às 19h, na Casa Hoffmann.
Neste dia a Casa Romário ficará aberta até às 21h para visitação à exposição.

banquetes_pratosantigosbanquetbanquett004

Imagens: “Os Banquetes do Imperador – A Formação da Gastronomia Brasileira”, de André Boccato e Francisco Lellis.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 Comentários

  1. Kathia Regina Alves Miranda disse:

    Gostaria de saber se vai vir a Salvador-Ba

  2. Cintia Ema Padovan disse:

    Esta exposição vai “itinerar” pelo Brasil?
    Até quando fica em Curitiba?

  3. Laila Vils disse:

    Ideia, iniciativa, inovação e um up em tudo que se apresentou nesse 13 de maio. Excelente!

  4. aonde fica? é fora do RJ? sorry, não encontrei essa info, pode ter passado despercebida… me informem por favor. Grata!

Deixe o seu comentário!