A Casa da Vovó (DOI-Codi)

Publicado em 10 de outubro de 2015 por - História do Brasil

Debate Cedem/Unesp: 14/10/15 – quarta-feira, às 18h30

 O Cedem, Centro de Documentação e Memória da Unesp, promoverá no dia 14 de outubro de 2015 às 18h30, o debate sobre o livro de Marcelo Godoy: “A Casa da Vovó. Uma biografia do DOI-Codi (1969-1991)” – 2ª edição, Editora Alameda, 2014.

Godoy ouviu alguns dos mais ativos agentes da repressão da ditadura militar para contar a história do DOI-Codi (Destacamento de Operações de Informações – Centro de Operações de Defesa Interna) de São Paulo. Criado a partir de uma operação semiclandestina instituída pelo governo, a Oban (Operação Bandeirantes), o DOI-Codi se transformou rapidamente, no início dos anos 1970, no instrumento do regime de exceção para combater as organizações de esquerda.

Além de mais de duas dezenas de entrevistas com homens – e mulheres – que defendiam o regime, Godoy também realizou uma dedicada leitura dos principais livros e teses acadêmicas sobre a repressão, o que lhe permitiu compreender, como nunca havia sido feito, documentos inéditos que mostram as engrenagens do DOI-Codi paulista e sua articulação com o sistema de informação e repressão da ditadura.

Expositor

Marcelo Godoy:  é subeditor do caderno Metrópole do jornal O Estado de S. Paulo. Tem 26 anos de carreira no jornalismo, a maior parte dos quais passada em meio ao noticiário de cidades, quase sempre como repórter especialista em segurança pública e justiça. Trabalhou ainda na antiga Folha da Tarde e na Folha de S. Paulo.

Debatedores

Darci Miyaki: advogada aposentada, ex-presa política, sequestrada por 194 dias no DOI/Codi do IIº Exército de São Paulo, participa da coordenação do Comitê Memória, Verdade e Justiça de Campinas.

Ivan Seixas:  foi militante do MRT – Movimento Revolucionário Tiradentes, capturado pelo DOI-Codi, foi preso político por quase seis anos, foi presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana de São Paulo (Condepe-SP). É  coordenador geral do Projeto Direito à Memória e Verdade da Secretaria de Direitos Humanos em Brasília.

Paulo Cunha: docente do dep. de Ciências Políticas e Econômicas na Unesp em Marília/SP, assessor da CNV – Comissão Nacional da Verdade, no GT “Militares Perseguidos”, membro da Comissão de Altos Estudos do Projeto Memórias Reveladas (Arquivo Nacional).

 

Mediação

Sonia Troitiño:  docente do dep. de Ciências da Informação na Unesp em Marília/SP, Foi diretora do Centro de Arquivo Permanente do Arquivo Público do Estado de São Paulo, tem experiência na área de Arquivologia, é a coordenadora do Cedem.

Participe e convide os amigos!

 

Inscrições gratuitas – enviar nome completo, e-mail e instituição para:

Sandra Santos (organização e produção), e-mail: ssantos@cedem.unesp.br

Data, horário: 14/10/15, 4ª feira às 18h30

Local: Praça da Sé, 108 – 1º andar (metrô Sé)

Duração: 2h30 – 60 lugares

Certificado de participação: a ser retirado no evento

www.facebook.com/cedemunesp –  www.cedem.unesp.br – (11) 3116–1701

ditaduraI

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comentários

Deixe o seu comentário!